09/01/2015

Sugestões para a Coquetelaria Brasileira em 2015

O Mestre Ariano Suassuna, costuma dizer que existe duas nações dentro do Brasil, o oficial (aquele que aparece na mídia) e o Real (aquele do caboclo, sertanejo, caipira, etc ). 



1 – Espero que esse ano, os profissionais de Bar direcionem um pouco mais de sua visão para o Brasil REAL.

 2 – Valorizem ainda mais os produtos orgânicos, livres de agrotóxicos.  



3 – Valorizem os produtos regionais. É bom lembrar que 70% dos ingredientes que chegam a nossa mesa, vem da Agricultura Familiar. O Agronegócio prioriza a monocultura (soja, cana-de-açúcar, milho, etc). 

4 – Plante seus próprios ingredientes, se não for possível,  valorize os produtores da sua região.

 5 – Valorize a nossa “CULTURA”, o cliente quer sempre um “algo a mais”, ele quer uma história, algo que cative e seduza, seu paladar e sua mente. Visite museus, viaje para cidades novas e busque aprender cada vez mais sobre nossos ingredientes e produtos.



6 – Conheça mais sobre nossas instituições de pesquisa (Embrapa, Emater, IPHAN, etc).  Muito antes de um produto chegar as nossas mesas, milhares de cientistas passaram anos, até décadas estudando o potencial de diversas plantas. Muitas vezes recebemos essas informações de “mão beijada” e esquecemos desses detalhes.

 7 – Paladar não é só questão de tecnologia, não fique lamentando o fato de não ter o aparato tecnológico contemporâneo. Muitas vezes, a criatividade, aliada com um conhecimento amplo dos nossos ingredientes, pode produzir um efeito muito mais atraente.

8 – Não seja doutrinado. Questione o que está aí,  busque sua própria formação, pesquise, viaje, vá atrás do seu próprio conhecimento e estilo. 



9 – Chega de “Complexo de Vira – Latas”, o Brasil é hoje,  a Maior Potência Mundial de Ingredientes do Mundo. Em 10 mil metros quadrados, a Amazônia tem mais variedades de plantas que toda a Europa junto. Sem falar nos outros biomas brasileiros:   cerrado, caatinga, etc.