10/01/2014

Empresa escandaliza ao usar farinha de baleia durante a fabricação de uma cerveja

Entre os seus ingredientes mais bizarros está à farinha da carne de baleia.A Islândia tem sido alvo de uma crítica pesada de ambientalistas. A polêmica começou quando a cervejaria Steojar produziu a cerveja e divulgou em seu site, informando através de publicidade nada convencional que os consumidores que bebessem a novidade seriam os “verdadeiros vikigs”.
A cerveja foi produzida para comemorar o festival de inverno e exaltar o deus Thor. O fabricante garante que a bebida é extremamente saudável e de baixíssima caloria, além de possuir 5,2% de álcool e não ter açúcar.
O grupo de ativistas Whale and Dolphins Conservation (WDC) fez duras críticas a fabricação de um produto tão bizarro: “A demanda por essa carne está em declínio, pois o consumidor está mais consciente. Mesmo assim, reduzir um animal como uma baleia a um ingrediente em uma garrafa é imoral e ultrajante”, declarou Vanessa Williams-Grey, chefe da ONG.
Propaganda da cerveja. Foto: Divulgação
Ela prossegue: “A cervejaria pode alegar que é um simples produto de curta permanência nas prateleiras, mas qual o preço pela vida de uma baleia que poderia ter vivido mais de 90 anos?”.
A empresa não fez muito alarde e não rebateu as críticas, apenas comentou que na Islândia é comum comer gordura e carne de baleia e que a cerveja será vendida apenas na sua localidade de produção entre os dias 22 e 24 de fevereiro no festival.